Academia Brasileira de Medicina do Ativo Envelhecimento

Blog

Intradermoterapia: quais são seus benefícios e para quem é mais indicada

Intradermoterapia
Abmae

Intradermoterapia: quais são seus benefícios e para quem é mais indicada

Gordura localizada, celulite, estrias e pele flácida são questões que naturalmente começam a surgir com o passar dos anos e, por muitas vezes, podem incomodar e influenciar a autoestima de homens e mulheres.

A boa notícia é que com o avanço da medicina foi possível desenvolver algumas técnicas e procedimentos estéticos não cirúrgicos capazes de ajudar a melhorar esses aspectos, de forma pouco invasiva.

Um dos métodos mais procurados nos últimos tempos é a intradermoterapia. A seguir iremos explicar como ela funciona, quais os benefícios, se existem efeitos colaterais, quem pode realizar o procedimento, quanto tempo dura o tratamento e muito mais. Confira!

O que é a intradermoterapia e em quais casos ela é mais indicada?

A intradermoterapia é um tratamento que auxilia no rejuvenescimento da pele e na redução de celulite, estrias, flacidez e gordura localizada. Com o auxílio de uma agulha fina é feito um processo de infiltração de medicamentos na derme ou no tecido subcutâneo.

Indica-se a técnica tanto para homens quanto para mulheres, auxiliando, principalmente, no tratamento das seguintes questões:

  • Celulite: celulite é o nome popular da lipodistrofia ginoide, uma alteração causada em decorrência do depósito de gordura sob a pele, quando criam-se pequenas ondulações, como se fossem “covinhas”. A celulite é comumente mais observada em áreas como quadris, coxas e nádegas. Nesse caso, a intradermoterapia atua diretamente nas células inflamadas.
  • Estrias: de acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, estria é uma atrofia tegumentar adquirida, que surge quando as fibras elásticas e colágenas – responsáveis pela firmeza da pele – se rompem e formam “cicatrizes”. A aplicação de substâncias por meio da intradermoterapia permite estimular a formação de colágeno e elastina, melhorando o aspecto das estrias.
  • Flacidez da pele: processo gerado pelo envelhecimento, mas pode ser impulsionado por hábitos como sedentarismo e má alimentação. A flacidez está relacionada à queda na produção de colágeno, responsável por promover firmeza, sustentação e elasticidade à pele. Para melhorar o seu aspecto, a intradermoterapia consegue estimular a produção de colágeno.
  • Gordura localizada: a gordura localizada trata-se de uma reserva energética que não foi queimada e, por isso, acaba criando um acúmulo de tecido adiposo em algumas regiões do corpo. A intradermoterapia é capaz de combater pontualmente as células gordurosas.

Como funciona?

Com o auxílio de agulhas finas o profissional capacitado para realizar o tratamento introduz pequenas quantidades do medicamento no tecido subcutâneo e/ou dérmico para que as substâncias comecem a atuar diretamente nas células.

As microinjeções perfuram a pele a uma profundidade de 0,5 mm a 4 mm, o que permite melhor absorção do remédio concentrado, que aplica-se na área exata em que se deseja adquirir os resultados. A sessão geralmente dura em torno de 30 a 60 minutos, podendo aplicar um anestésico local antes de dar início ao procedimento. 

O tratamento da intradermoterapia é contraindicado em casos de doenças de pele no local em que se deseja fazer a aplicação. Além disso, é preciso atentar-se ao utilizar as substâncias, caso o paciente seja alérgico a alguma delas. Pessoas com doenças crônicas, gestantes, lactantes e cardíacos também não podem realizar este método. Por isso a importância de um acompanhamento e avaliação médica adequados.

Quais são os benefícios?

Além dos resultados aparecerem com apenas algumas sessões de poucos minutos, pois os resultados da intradermoterapia começam a aparecer depois de 5 a 10 sessões, variando de acordo com cada caso, os benefícios são inúmeros, como:

  • Técnica minimamente invasiva; 
  • Aplicação no local exato a ser tratado, garantindo um resultado melhor;
  • Resultados rápidos e eficazes;
  • Estimula a produção de colágeno;
  • Promove a perda de 3 cm a 10 cm de gordura a cada sessão;
  • Ajuda a manter a pele mais firme, hidratada e saudável;
  • Elimina ou reduz a flacidez, gordura localizada, estrias e celulites;
  • Ajuda a clarear pele com melasmas e manchas de acnes;
  • Contribui para a diminuição das linhas de expressão e das rugas.

Essas são as principais informações que você precisa saber sobre a intradermoterapia. A Academia Brasileira de Medicina do Ativo Envelhecimento (ABMAE) é uma sociedade científica especialista em envelhecimento com qualidade de vida. Para saber mais, entre contato em conosco.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.